21.1.09


do perto
que é sua respiração
o seu olhar
o abraço
e o colo

do morno
que é seu toque
seu sentir
o beijo na testa
e mão na minha

veio o gelado
que é a falta
do seu piscar
do seu gesto
do aperto
e amasso

ficou tudo longe
a minha cama grande
espaço constante
vazio ao lado
saudade bastante...

2 comentários:

Caito disse...

Despedidas indesejadas sempre rendem bons poemas.

Abraço!

Marcos disse...

Gostei de tudo o que li!