15.10.07

ela é nova. é, ontem, ontem mesmo ela decidiu isso.

nem tudo é tempestade de areia no deserto - disseram pra ela - há noite de lua alta também, e ela descobriu isso ontem. antes, só tinha areia no olho dela.

(quando os ciscos dão um refresco, ela respira e tenta olhar, mesmo com a vista ainda embaçada. e agradece mais ter visão e se maltrata menos. e tenta maltratar o maltrato.)

ela é nova e vai continuar nova, mesmo quando virar balzaca e ainda mais quando todos os seus amigos tiverem filhos. porque tudo o que a envelhece também quer fazê-la nova. mas tudo pede mão esticada.

ela é nova porque quer soprar o mofo e o pó. esses venenos às vezes entranham nela, e ela não percebe, não reage e se torna um não, só não e se não. e depois é tanto não que ela pode virar nada.

e depois do nada ela não quer estar lá, e não vai estar mesmo.

não tem depois pra quem é nova. tem hoje. tem até amanhã, mas assim: A MANHÃ. e sem manha, porque a manhã transborda sem chiado de chaleira.

ela é nova e ainda não aprendeu a abraçar. quando é peito com peito o dela se abre demais e despetala. e é perigoso alguém catar as pétalas do chão, e é perigoso ela escorregar nas pétalas. e perigo de flor no chão é coisa velha que ainda não se renovou, é mistério-desafio.

bateu a vontade de ser nova, bateu ontem e chamam isso de maturidade por aí – gente besta! ela chamou e agora bateu na porta. chegou e ela tava com poeira na vista, e aí veio vento de chuva. e teve nuvem cinza. agora tem sombra de arco-na-íris!

ela é novata em renovação. tromba tem hora e dá com a cara no muro e o joelho no chapisco. trupica e ainda com espinho no pé quer sair trotando - sede de velocidade!

ela é nova na coloração dos cabelos de idéias. faz cama-de-gato com barbantes remendados em seus dedos curtos. está salvando o que é velhútil de ser sinônimo de lixórdia.

ela é novelo de texturas sonoras. isso: um baita crochet colorido de inputs inimputáveis.

Um comentário:

Luiz Coelho disse...

Gostei muito das imagens: revelam um texto carregado de vida, de emoção e de sentimento. Gostei muito!